skip to Main Content

A melhor definição para o trabalho de parto são as contrações uterinas que conseguem provocar a dilatação do colo uterino. Essas contrações do útero vão causar a dilatação e com isso, o parto. Mas muitas mães de primeira viagem ainda têm diversas dúvidas sobre esse momento fundamental da gravidez.

Conhecer os principais sinais e fases que fazem parte do trabalho de parto é muito importante para que as mulheres não fiquem nervosas quando acontecer.

A gestante e as outras pessoas que acompanham a gravidez também precisam ficar por dentro de tudo o que acontece nesse momento para saber que tudo está dentro do esperado.

Fases do trabalho de parto

trabalho de parto

As fases do trabalho de parto podem ser sentidas começando pelo pródromo, onde há contrações mais curtas, de 30 a 40 segundos, sem ter dilatação ainda. A segunda parte é a fase latente em que as contrações já são mais longas com 45 a 60 segundos, começando a ter dilatação também.

VEJA TAMBÉM: Cinta pós-parto: Vantagens e desvantagens do uso

Depois é a fase ativa, com contrações regulares a cada 4 minutos ou menos. Essas contrações têm duração de 1 minuto e meio ou são ainda mais longas. A dilatação já evolui para uma média de 1 cm por hora. A mulher também apresenta um comportamento diferente, acabando por fechar os olhos, emitindo também sons vocais.

Pródromo

Aqui, a mulher tem contrações uterinas, mas não são aquelas que vão provocar a dilatação do colo do útero. Elas acabam trazendo um certo desconforto na pélvis, pois é quando o útero começa a se preparar para entrar em trabalho de parto.

Fase latente

Nessa etapa, as contrações já são sentidas mais fortemente, com uma dilatação que é lenta e gradual do colo do útero. Costuma ter uns 4 centímetros de dilatação para depois passar para a fase ativa.

Fase ativa

Essa é a parte da dilatação do colo, contando com um tamanho de 4 a 5 centímetros que só vai evoluindo, um centímetro por hora, mas isso não é uma regra. A mulher começa a ter o encaixe do bebê na pelve mesmo antes de desencadear o trabalho de parto, assim como, em outros casos, vai acontecer apenas no período expulsivo.

O período expulsivo é a parte final o trabalho de parto, pois é quando a mulher já tem a dilatação completa, onde o bebe começa a descer para direção do canal de parto para que consiga nascer.

Conhecer as fases do trabalho de parto são bem importantes para entender o contexto do parto, conseguindo identificar da melhora forma possíveis os sinais que surgem durante esse processo.

Sinais de trabalho de parto

As contrações costumam ser ritmadas durante o trabalho de parto, com uma frequência que pode começar em meia e meia hora, 20 em 20 minutos, chegando a um afunilamento com ritmo.

A barriga costuma ficar dura nesses momentos, contando com contrações com intervalos menores de tempo e durações maiores. Com as contrações, a consequência disso é a dilatação do colo uterino, que vai se preparando para o parto.

Com isso, há também a possibilidade de ter episódios de diarreia, mas também não é uma regra. Juntamente com as contrações ritmadas, também começam a ser sentidos desconfortos na pélvis e no abdômen, com uma pressão sentida abaixo do ventre.

VEJA TAMBÉM: Chá de fralda simples: como fazer uma festa linda sem gastar muito

O tampão mucoso também pode ser perdido, por isso, há uma saída de laivos de sangue. O sinal mais conhecido de trabalho de parto é com o rompimento da bolsa que pode acontecer a qualquer momento, mesmo antes de começar com os procedimentos de trabalho de parto, podendo acontecer também apenas no final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trabalho de parto: Tudo o que você precisa saber

Back To Top