skip to Main Content

            A cólica menstrual pode atingir cerca de 50% das mulheres em algum momento de suas vidas. Além do incômodo e a irritação da TPM (Tensão Pré-Menstrual), algumas mulheres sofrem com cólicas durante o ciclo menstrual.

Nesse período podem acontecer dores pélvicas, no baixo ventre. Se a dor for muito aguda ou continuar durante todo o ciclo, será preciso procurar um médico.

Cólica menstrual: O que é?

colica menstrual

            De acordo com especialistas, a cólica que ocorre no período menstrual é uma dor forte que vai e volta. Quando for muito aguda, pode estar relacionada a outros sintomas, como: dor de cabeça, vômitos e náuseas.

VEJA TAMBÉM: Cabelo caindo? Veja 10 coisas que evitam isso

            Essa  dor é provocada pela produção do hormônio prostaglandina, que é responsável pela contração do útero nesses dias. Em algumas mulheres esse processo de contração é mais intenso e o fluxo menstrual maior.

            A cólica menstrual pode ser primária ou secundária. Na primária, o mais comum é se tratar somente de uma condição normal do ciclo menstrual, produzida pela prostaglandina.

Já a secundária acontece por causa de alguma patologia como: pólipos, uso do DIU (Dispositivo Intrauterino), endometriose, infecção pélvica, cistos, alterações no ovário, miomas uterinos, dentre outras doenças que podem atacar o sistema reprodutor feminino.

            Quando as cólicas menstruais são muito fortes, elas podem causar males como a diarreia e o enjoo, isso acontece porque o trânsito intestinal aumenta.

Quando esses sintomas se tornam constantes, é preciso fazer uma avaliação médica, pois, a dor forte pode significar outras doenças, especialmente a endometriose.

Como fazer passar a cólica menstrual

            Na realidade, não tem como fazer passar totalmente as cólicas menstruais. Entretanto, com algumas dicas é possível diminuí-las.

1. Descanse – Durante o período de menstruação é normal se sentir cansada e desanimada.  E com dor fica ainda mais difícil de trabalhar e de se divertir. A dica é descansar e relaxar. Deite-se com a barriga para baixo, apoiada em um travesseiro, comprimindo-a. Isso já vai diminuir as dores.

2. Pratique exercícios físicos – Faça alongamentos, ande de bicicleta, caminhe ou faça ioga. Essas atividades físicas, feitas de forma regular e moderada liberam endorfina que diminui a dor.

3. Consuma os alimentos corretos – Entre os alimentos indicados para as mulheres que sofrem com cólicas menstruais estão: castanha-do-pará, atum, salmão, abobrinha, couve, tofu, aveia, beterraba, banana e soja. Eles trabalham como laxantes musculares e possuem poder anti-inflamatório natural.

4. Dispense os alimentos gordurosos – Evite comer frituras, alimentos ricos em gorduras e hambúrgueres, porque, aumentam a produção de hormônios que causam contração no útero. Não consuma alimentos embutidos e bebidas com cafeína, como refrigerantes, café e chá preto.

5. Evite o estresse – Situações de estresse deixam a mulher mais irritada e sem paciência, o que faz aumentar a intensidade da dor. Tente ficar relaxada e procure evitar situações que possam causar estresse.

6. Beba chás – Durante a cólica menstrual beba chá de canela, pois, a canela é um analgésico que faz diminuir a cólica e os chás de erva cidreira e de hortelã, que têm propriedades calmantes e auxiliam no bem-estar.

7. Bolsa de água quente – A bolsa de água quente é uma forte aliada. O calor que ela emite estimula a irrigação, deixando a musculatura relaxada e diminuindo o impacto das contrações do útero.

8. Aposte nas massagens – Movimentos suaves na barriga e nos pés podem diminuir a cólica. Essas massagens aliviam a tensão muscular, melhora a circulação do sangue e assim diminui a dor. Faça movimentos circulares ou comprima essas regiões.

VEJA TAMBÉM: Esponja de silicone: Funciona? Vale a pena? Veja aqui

9. Medicamentos – Muitos analgésicos fazem com que a dor menstrual acabe por um tempo. Porém, antes de tomar qualquer medicamento com esse objetivo, é necessário procurar um ginecologista, pois, somente um profissional saberá qual medicamento é mais indicado para seu problema.

            Portanto, se sofre com cólica menstrual, siga as dicas acima e veja se a sua situação melhora. Em todo caso é indicado buscar um especialista para saber o que realmente está acontecendo com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cólica menstrual: o que é e como fazer passar

Back To Top